WhatsApp

Diagrama da tartaruga: o que é e como usá-lo nos processos da sua empresa

23 novembro, 2023 6 min de leitura Autor: Equipe Holmes

Diagrama da tartaruga: o que é e como usá-lo - capa

O diagrama de tartaruga é uma ferramenta simples que pode auxiliar na análise e documentação de um processo de modo mais preciso. Afinal, seu uso pode contribuir para o monitoramento contínuo e gestão de qualidade dentro de uma empresa.

Além disso, por permitir pequenas adaptações, ele consegue se personalizar de acordo com a demanda de cada setor corporativo. Da mesma forma, pode aproveitar do uso de uma ferramenta BPMS para obter maior assertividade em seus resultados.

Acompanhe o conteúdo exclusivo que o Holmes preparou e confira tudo o que você precisa saber sobre o diagrama da tartaruga. Boa leitura!

O que é o diagrama da tartaruga?

O diagrama da tartaruga, também conhecido como “turtle diagram” em inglês, é uma representação gráfica usada no contexto de sistemas de gestão da qualidade, como o ISO 9001. De modo geral, seu uso serve para ilustrar a relação entre os elementos de um processo e os requisitos da norma de qualidade.

O diagrama da tartaruga é composto por quatro partes principais: o processo em si, os inputs necessários para o processo, os outputs resultantes do processo e os controles que garantem a eficácia do processo. Isso porque essa representação visual ajuda a entender como os diferentes elementos se relacionam e contribuem para a qualidade do processo.

Vantagens no uso do diagrama da tartaruga

O uso do diagrama da tartaruga oferece várias vantagens, tais como:

Visualização clara | O diagrama fornece uma representação visual clara da relação entre os elementos do processo e os requisitos da norma de qualidade, facilitando a compreensão.

Identificação de falhas | Ele ajuda a identificar possíveis gargalos nos processos, inputs, outputs e controles, permitindo a implementação de ações corretivas.

Comunicação eficaz | Facilita a comunicação entre as partes interessadas, pois fornece uma representação visual que pode ser compreendida por diferentes públicos.

Melhoria contínua | Ajuda a promover a melhoria contínua, pois permite a identificação de áreas para aprimoramento e otimização dos processos.

Conformidade com normas | Auxilia na demonstração de conformidade com as normas de qualidade, como o ISO 9001.

, ao ilustrar como os requisitos são atendidos.

7 Campos do diagrama da tartaruga

A seguir, listamos cada um dos campos do diagrama da tartaruga, exemplificando seu uso em uma empresa de comércio de produtos de tecnologia. Continue a leitura.

Processo

Este campo representa o processo em si, ou seja, a atividade ou conjunto de atividades que transformam inputs em outputs. Por exemplo, em uma empresa de manufatura, o processo poderia ser a fabricação de um produto específico, como um smartphone.

Clientes

Aqui são listados os clientes internos e externos do processo, ou seja, as partes interessadas que recebem o output do processo. No exemplo da empresa de manufatura, os clientes poderiam ser os consumidores finais do smartphone e também outras áreas da empresa que utilizam o produto em seus processos.

Requisitos no diagrama da tartaruga

Neste campo são listados os requisitos que o processo deve atender, incluindo requisitos do cliente, regulamentares e da empresa. No caso do smartphone, os requisitos poderiam incluir qualidade do produto, durabilidade, conformidade com regulamentações de segurança, entre outros.

Inputs

Aqui são listados os inputs necessários para o processo, como materiais, recursos humanos, informações, entre outros. No exemplo, os inputs para a fabricação do smartphone poderiam incluir componentes eletrônicos, plástico, mão de obra qualificada, entre outros.

Outputs

Este campo lista os outputs resultantes do processo, ou seja, o que é gerado como resultado da execução do processo. No caso do smartphone, os outputs seriam os aparelhos prontos para comercialização.

Fornecedores

Aqui são listados os fornecedores internos e externos que fornecem os inputs para o processo. Por exemplo, os fornecedores poderiam incluir empresas que fornecem componentes eletrônicos, empresas de logística que entregam os materiais, entre outros.

Controles via diagrama da tartaruga

Neste campo são listados os controles que garantem que o processo atenda aos requisitos estabelecidos. Isso pode incluir procedimentos de qualidade, inspeções, treinamentos, entre outros. Para o exemplo do smartphone, os controles poderiam incluir testes de qualidade, certificações de segurança, entre outros.

Esses campos juntos fornecem uma visão abrangente do processo e de como ele se relaciona com os requisitos da qualidade e as partes interessadas, facilitando a gestão e a melhoria contínua.

A relação entre o diagrama e o uso de uma ferramenta BPMS

O uso do diagrama da tartaruga pode estar relacionado com uma ferramenta BPMS (Business Process Management Suite) de várias maneiras, incluindo:

Mapeamento de Processos

O diagrama da tartaruga pode ser usado como uma ferramenta de mapeamento de processos dentro de uma ferramenta BPMS. Ele fornece uma representação visual dos elementos do processo e de como eles se relacionam, o que pode ser integrado em uma ferramenta BPMS para documentar e analisar os processos organizacionais.

Análise de Conformidade

A ferramenta BPMS pode utilizar o diagrama da tartaruga para analisar a conformidade dos processos com os indicadores da qualidade e com as normas estabelecidas. Isso permite que a organização identifique áreas de não conformidade e tome medidas corretivas.

Automação de Processos

A representação visual do diagrama da tartaruga pode ser usada como base para a automação de processos dentro de uma ferramenta BPMS. Ao entender claramente os inputs, outputs e controles de um processo, a ferramenta BPMS pode ajudar na automação e gerenciamento eficiente desses processos.

Leia também | Diferença entre mapa, modelo e diagrama

Melhoria Contínua

A ferramenta BPMS pode integrar o diagrama da tartaruga como parte de um ciclo de melhoria contínua, permitindo que a organização identifique oportunidades de aprimoramento e acompanhe as mudanças ao longo do tempo.

Tenha processos mais otimizados com o Holmes!

Após entender como funciona e para quê serve o diagrama da tartaruga, que tal conhecer o Holmes e levar a melhor solução para os processos e atividades da sua organização?

Com ele, você tem acesso a uma ferramenta que irá automatizar tarefas, realizar controle de prazos, dar rastreabilidade para suas atividades e permitir um processo de compras sem falhas ou gargalos. Ou seja, terá a implementação da modelagem de processo com eficácia e qualidade. E o melhor: a dica é válida para qualquer tipo ou modelo de fluxograma!

Tudo isso, sem exigir conhecimentos avançados sobre programação e com uma plataforma de BPM que se adequa à real necessidade do seu negócio. Para saber mais, basta preencher o formulário de contato e um de nossos especialistas irá contatar você.

Para outros conteúdos como este, continue conosco aqui no Blog do Holmes.

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email!