WhatsApp

Power skills: como desenvolvê-las para uma equipe de sucesso

21 dezembro, 2023 10 min de leitura Autor: Wendel Soares

power skills

As power skills fazem parte do universo de gestão de pessoas e se relacionam diretamente com a maior produtividade, satisfação e qualidade de entregas dos funcionários. Afinal, ao conhecê-las e compreender as potencialidades de cada profissional, é possível estabelecer prioridades, metas e entender falhas e pontos de melhoria da equipe.

De modo geral, as power skills abrangem de traços comportamentais a habilidades técnicas. Por isso, o Holmes preparou este conteúdo exclusivo para detalhar sobre elas, explicar as características que as integram e dar dicas de como desenvolvê-las. Além disso, iremos apresentar como o uso de uma  ferramenta BPMS pode contribuir para mapeá-las e acompanhar a evolução dos profissionais da sua empresa. Acompanhe conosco e boa leitura!

Afinal, o que são power skills?

As power skills, também conhecidas como habilidades comportamentais ou habilidades socioemocionais, são competências que vão além do conhecimento técnico e acadêmico. De modo geral, elas são características pessoais e profissionais que nos permitem interagir de forma eficaz com outras pessoas, resolver problemas, adaptar-se a novas situações e alcançar resultados positivos.

Além disso, essas habilidades são essenciais em um mundo cada vez mais complexo e dinâmico, onde as interações humanas desempenham um papel fundamental. Por isso, elas são altamente valorizadas pelas empresas e instituições, pois são consideradas fundamentais para o sucesso profissional e pessoal.

Diferentes tipos de power skills

As power skills podem incluir habilidades como comunicação eficaz, trabalho em equipe, liderança, pensamento crítico, criatividade, resolução de problemas, adaptabilidade, empatia, inteligência emocional, resiliência, pensamento analítico, negociação, entre outras.

Essas habilidades não são apenas importantes no ambiente de trabalho, mas também na vida cotidiana. Elas nos ajudam a lidar com desafios, a nos relacionar melhor com os outros, a tomar decisões informadas e a alcançar nossos objetivos.

Sendo assim, é importante desenvolver e aprimorar essas habilidades ao longo da vida, por meio de experiências, treinamentos, práticas e autoconhecimento. Elas podem ser aprendidas e aperfeiçoadas, e seu desenvolvimento contínuo pode trazer benefícios significativos em diversas áreas da vida.

Hard skills X Soft Skills

Dentro do conceito de power skills, temos competências que se relacionam às hard skills e soft skills. Em resumo, o que as diferenciam diz respeito à capacidade de mensurá-las e defini-las.

Hard skills são habilidades técnicas e específicas relacionadas a conhecimentos adquiridos por meio de treinamentos, cursos, certificações ou experiência prática. Por exemplo, as habilidades como programação, fluência em um idioma, conhecimento em contabilidade, habilidades em design gráfico, entre outras. Essas habilidades são geralmente adquiridas por meio de estudos formais ou práticas específicas em uma determinada área.

power skills

Por outro lado, soft skills são habilidades comportamentais e socioemocionais que se referem às características pessoais e à forma como nos relacionamos com os outros. Sendo assim, elas são mais difíceis de serem medidas e definidas de forma objetiva.

Por exemplo, as habilidades como comunicação eficaz, trabalho em equipe, liderança, empatia, inteligência emocional, pensamento crítico, resolução de problemas, entre outras. Essas habilidades são mais voltadas para as interações humanas e são essenciais para o sucesso no ambiente de trabalho e nas relações pessoais.

Leia também | Melhores ferramentas de mapeamento de processos

7 razões pelas quais as empresas devem mapear e entender as power skills dos colaboradores

1 | Melhor alinhamento de talentos

Ao mapear as power skills dos funcionários, as empresas podem identificar as habilidades comportamentais e socioemocionais que cada indivíduo possui. Em outras palavras, isso permite um melhor alinhamento entre as competências dos funcionários e as necessidades da organização, garantindo que as pessoas certas estejam nos lugares certos.

2 | Desenvolvimento de equipes eficazes

Compreender as power skills dos funcionários ajuda as empresas a formar equipes mais eficazes. Isso porque, ao considerar as habilidades comportamentais, além das habilidades técnicas, é possível criar equipes equilibradas, onde os membros possuem diferentes pontos fortes que se complementam, promovendo a colaboração e o desempenho coletivo.

3 | Identificação de lacunas de habilidades

Ao mapear as power skills dos funcionários, as empresas podem identificar lacunas de habilidades e áreas que precisam ser desenvolvidas. Isso permite que sejam implementados programas de treinamento e desenvolvimento adequados, visando fortalecer as competências necessárias para o sucesso individual e organizacional.

4 | Promoção da liderança interna

Compreender as power skills dos funcionários ajuda as empresas a identificar potenciais líderes internos. Sendo assim, ao reconhecer as habilidades de liderança, comunicação, resolução de problemas e outras competências relevantes, as organizações podem investir no desenvolvimento desses talentos, promovendo a progressão de carreira e a sucessão de liderança.

Leia também | Billing e a automatização do sistema de cobrança empresarial

5 | Aumento da produtividade e eficiência

As power skills desempenham um papel fundamental na produtividade e eficiência dos funcionários. Ao entender as habilidades comportamentais dos colaboradores, as empresas podem criar um ambiente de trabalho que promova o engajamento, a motivação e a colaboração, resultando em um aumento da produtividade e eficiência geral.

6 | Melhoria da experiência do cliente a partir do mapeando das power skills

As power skills dos funcionários têm um impacto direto na experiência do cliente. Habilidades como empatia, comunicação eficaz e resolução de problemas são essenciais para fornecer um atendimento de qualidade e satisfazer as necessidades dos clientes. Afinal, ao mapear e desenvolver essas habilidades, as empresas podem melhorar a experiência do cliente e fortalecer sua reputação no mercado.

7 | Retenção de talentos

Compreender as power skills dos funcionários e investir em seu desenvolvimento demonstra um compromisso com o crescimento e o bem-estar dos colaboradores. Isso pode aumentar a satisfação no trabalho, o engajamento e a lealdade dos funcionários, contribuindo para a retenção de talentos e reduzindo os custos associados à rotatividade.

Power skills mais relevantes no mercado de trabalho e o uso do BPMS para potencializá-los

A depender do porte e do segmento de uma empresa, são distintas as power skills que se espera de um funcionário. Contudo, algumas delas costumam funcionar como um coringa, já que se referem a competências que acompanham qualquer profissional de destaque. A seguir, elencamos as principais entre elas.

Resolutividade de problemas

A primeira das power skills mais cobiçadas pelo mercado é o famoso conceito de proatividade. Ou seja, é quando o profissional consegue extrair uma oportunidade do problema e traz uma solução ao invés de uma desculpa.

É relevante explicar que ela envolve desde práticas que acompanham o comportamento até a capacitação adequada para tomar decisões de forma embasada.

Neste quesito, o uso de uma ferramenta BPMS permite, por exemplo, o monitoramento das atividades para detectar gaps ou gargalos de processo. A partir disso, os gestores podem estabelecer metas, treinamentos e capacitações que permitam aos colaboradores aprimorar determinadas aptidões e trazer melhoria contínua para o trabalho interno.

Tomada de decisões assertivas

Esta é uma das power skills que podem determinar o sucesso ou fracasso de uma empresa. Isso porque exige atenção, embasamento e assertividade, a fim de se decidir pelo melhor caminho para o aumento da produtividade e qualidade das entregas.

De modo geral, empresas com menor maturidade tendem a decidir de modo instintivo e pessoal. Contudo, o uso de uma ferramenta BPMS pode trazer subsídios reais e mensuráveis, que tornam a decisão menos propensa a falhas e erros. Afinal, ela pode se embasar em dados e informações colhidas durante todo o processo.

power skills

Julgamento a partir de critérios objetivos

Principalmente quando tratamos das soft skills, é uma atitude complexa avaliar os profissionais a partir de comportamentos socioemocionais. Isso porque eles podem ser compreendidos de modo diferente de acordo com o know how de cada pessoa.

Por isso, é preciso que haja um monitoramento contínuo que considere resultados, metas alcançadas e feedbacks constantes para que o julgamento do trabalho aconteça de modo justo.

Através de uma ferramenta BPMS, o gestor pode fazer notações BPMN de processos gerenciais e conseguir acompanhar o fluxo do trabalho. Dessa forma, ele conseguirá relacionar os processos eficazes a quem os realiza, o que também cria um método real e assertivo de avaliação profissional.

Comunicação como uma das power skills mais importantes

Outro power skill necessário para qualquer nicho do mercado de trabalho se refere à comunicação sem gaps, efetiva e contínua. Contudo, para que uma empresa possa se comunicar com seus funcionários e garantir um fluxo de informações, o ideal é centralizar tudo em uma ferramenta BPMS, de modo a garantir que todos saibam o quê, como e quando executar determinada ação.

Dessa forma, a comunicação se torna parte da organização e é capaz de criar uma cultura onde cada profissional compreende suas responsabilidades e pode tirar dúvidas sempre que necessário.

Leia também | Transformação digital na indústria e serviços

Habilidade de colaborar

O maior desafio dentro de qualquer empresa é que o engajamento e o senso de colaboração façam parte da gestão de qualquer equipe. E mais uma vez, o uso de uma ferramenta BPMS pode contribuir para que cada um entenda sua responsabilidade mas seja capaz de interagir com outros profissionais ou setores.

Através dela, o processo de gestão de negócios consegue acompanhar todas as atividades e tarefas, de modo a otimizar todo o trabalho. E claro, ao executar melhor e em menos tempo, os profissionais tendem a estar disponíveis para ajudar os outros, criando um senso coletivo de participação laboral.

Visão abrangente

Por fim, temos uma das power skills que podem ser desenvolvidas com o auxílio de treinamentos e bons mentores. Isso porque, a perspectiva ampla nada mais é do que ser capaz de visualizar tudo o que acontece dentro de uma organização.

Sendo assim, retomamos o uso de uma ferramenta BPMS a partir dos critérios que explicamos anteriormente. Afinal, ela é capaz de reunir todas as informações importantes em uma plataforma convergente e, desse modo, permitir que um profissional compreenda o processo muito além da sua tarefa individual. O que gera, claro, uma progressão de tarefas muito mais efetiva.

Tenha análises completas com o Holmes!

Após entender tudo que envolve as power skills e como utilizar uma ferramenta BPMS para criar um ambiente onde elas possam se potencializar, que tal conhecer a melhor opção para a sua empresa?

 Por isso, convidamos você a utilizar o Holmes, uma ferramenta em que você poderá automatizar tarefas, realizar controle de prazos e ter rastreabilidade para suas atividades.

Além disso, ele permite que você consiga assinar eletronicamente os processos, armazenar e gerir documentos online e ter um portal exclusivo para abrir e acompanhar 

solicitações. Em resumo, você poderá contar com todos os recursos que impedirão os principais gargalos do processo e otimização dos seus resultados. E o melhor: nossa ferramenta não exige conhecimentos avançados sobre programação e oferece soluções personalizadas para o seu negócio.

Entre em contato conosco e agende gratuitamente uma demonstração com um de nossos especialistas. Para outros conteúdos como este, continue conosco no Blog do Holmes.

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email!